_AMOR, FLOR, VERDURA, PALAVRA, TUDO É SEMENTE!

_VIDA, HORTA, JARDINAGEM,

PROSA E POEMA:

PALAVRA ESCRITA E SEMEADA...

SEMPRE O MESMO PRINCÍPIO

GENEROSO DA SEMENTE.



Histórico e registro do projeto de criação e transformação de um quintal, hoje com horta, pomar e jardim, que já foi um grande monte de entulhos, mas que está se revelando um pedacinho do paraíso.
Verifique o "Antes e o depois" nos primeiros posts... Acredite... Aconteceu...
O possível se faz agora, o impossível demora um pouquinho mais...
De quebra vão alguns textos,receitas,meditações, artigos e poemas, semeados entre flores e verduras...
Que mistura...

Os textos e fotos são de própria autoria, aqueles que não o forem, trarão referência do autor.
Nossas imagens não deverão ser usadas para qualquer tipo de promoção de cunho comercial sob pena de responsabilização legal. Grata.


"Existe duas maneiras de ver o mundo: A primeira é que não existe milagres.
A segunda é que tudo é milagre."
Albert Einstein

Além das experiências em nosso quintalzinho, agregamos posts de quintais de amigos em: Visitando outros quintais.

Em Marcadores,
acesse
o Índice Alfabético Remissivo com todos os assuntos.

domingo, 23 de setembro de 2012

Horta, pomar e paisagismo natural : Nosso quintal.


Um tour pelo nosso quintalzinho.

A pedidos, postamos uma visão mais panorâmica do nosso quintalzinho,
que, apesar de parecer-se com uma chácara tem apenas 12m X 12m.
Postamos também alguns detalhes que compõe o projeto de paisagismo, pomar,
jardinagem e horta desenvolvido neste quintalzinho de amigos, no qual 
viemos morar a convite. Nossos agradecimentos a todos que nos ajudaram, 
para que, a despeito das nossas limitações físicas, pudéssemos  realizar o projeto
inicial que nos foi despertado ao entrar em contato com este bambuzal, 
cheio de  possibilidades, de grande inspiração e beleza, mas, então degradado
pela pouca manutenção e presença de muitos  entulhos, na maioria aproveitados
como material reciclado, como você pode acessar na postagem, no índice, em
 "O antes e o depois".
O processo de construção deste visual completou um ano há seis meses, 
em março de 2012,  e agora, um ano e meio de vida. Em um ano, já tínhamos
conseguido plantar as frutíferas e outras vegetações permanentes.

                          Seja bem vindo.

Vista lateral a partir do cantinho do jardim de pedras.

Vista através do arco da porta da entrada da casa.

O jardim de pedras transformou-se num rústico e aconchegante gazebo lateral que ainda está
em fase de conclusão. Bambus e telhas leitosas o cobrem. Cortinas de voile presas nas laterais 
farão parte deste novo visual. Um velho sofá e um antigo banco de madeira foram valorizados
por mantas e almofadas.


Às vezes nos reunimos comunitariamente aos vizinhos para celebrar aniversários ao redor desta mesa.


Entrada da casa com toque colonial .

A pequena jabuticabeira, logo à entrada do quintal.

O  caramanchão da entrada,  já começando a florir.

A hortinha elevada coberta de sombrite. Em cada canteiro vertical temos uma frutífera de pequeno porte,
 quinze ao todo.

A amoreira entre a horta elevada e o canteiro de pets.

Uma estradinha de brita contorna a a horta elevada. 

Dia de calor, um guarda sol para proteger a mesa para um almoço ou lanche rápido no quintal.
No canteiro circular (que ainda vai virar um canteiro em espiral) foi replantado amor-perfeito.
Ao  fundo, a fonte de bambu.

Visão mais próxima das montanhas cenográficas que abrigam a fonte de bambu que é um bebedouro para 
as aves.O guarda-chuva é para proteger a água dos dejetos dos ninhos das aves que se abrigam no maciço
de bambus.
Aconchego do gazebo improvisado. A almofada em cunha é ótima para botar os pés prá cima, meditar e relaxar 
ao som da fonte ao lado.

Visão próxima da fonte de bambus. Muita sombra e raízes de bambu ressecam a terra  e prejudicam  grama.

Close da fonte de bambu, sempre visitada por aves diversas.

A panela de barro para isolar o plug do motorzinho de aquário que move a fonte.

A "casa de máquinas" da fonte. Um cano conduinte passa por baixo das montanhas trazendo o fio da luz.
O carrinho de  gerânios e kalanchoes.

A flor da kalanchoe.

A horta elevada com estradinha de brita e cortina de feijão mangalô ( ou orelha-de-padre).  Na alta produção
 tiramos uma tigela de vagens  por dia.
Verdurinhas em close, escarolas.

Aproveitando as folhas secas como cobertura morta para segurar a umidade.


Mudas de amora silva trazidas pelos passarinhos e prontas par replantar. Nós as recolhemos pelo quintal.

Vagens de feijão orelha de padre.

O quintal visto do gazebo, ao fundo  a cisterna azul para coleta de água da chuva. Um sistema de aquaponia em teste,  feito com duas velhas caixas d'água  e dois filtros feitos com duas caixas grandes de isopor descartadas por uma peixaria são uma tentativa para enriquecer o solo, por irrigação, com a água rica em  nitrogênio produzido pelos peixes. Temos algumas tilápias, lambaris e bagres. Nosso terreno é muito empobrecido porque os bambus sugam tudo o que podem da terra e ainda deixam ácido o solo. Futuramente faremos uma postagem sobre aquaponia, um sistema de hidroponia orgânico autossustentável.

Visão do quintal a partir do gazebo.

De pernas pro ar. Um velho banco de madeira maciça foi transformado num confortável deck.


A vista deste ponto dá uma preguiça...

O caramanchão ao lado da treliça, já coberta de verde.

O túnel de bambu e a entradinha rústica, com flores e folhagens.

Composição de plantas no vestíbulo.

Orquídea florida no tronco do xaxim.

O xaxim teve ter mais de trinta anos.

Quem entra pelo portãozinho já é acolhido pelo verde.


A visão de quem passou pelo túnel de bambu e vê a luz se abrir no centro do pequeno quintal de 12m X 12m.
Verdurinhas coloridas da horta.



Algumas ervas medicinais da nossa farmácia caseira.

11 comentários:

  1. Amei muito lindo queria um semelhante.lindo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Realmente esse é um pedacinho do paraíso!Parabéns! Também desejo fazer um no meu quintal.

    ResponderExcluir
  3. Lindo! Um sonho fiquei apaixonada pelo Jardim!

    ResponderExcluir
  4. Onde é esse local? Belo trabalho, aqui em casa estamos trabalhando nisso. Lavras-MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sul do Paraná. Temos frio e geada no inverno. Estações bem definidas.

      Excluir

Por favor, registre aqui sua passagem e opinião.
Obrigada