_AMOR, FLOR, VERDURA, PALAVRA, TUDO É SEMENTE!

_VIDA, HORTA, JARDINAGEM,

PROSA E POEMA:

PALAVRA ESCRITA E SEMEADA...

SEMPRE O MESMO PRINCÍPIO

GENEROSO DA SEMENTE.



Histórico e registro do projeto de criação e transformação de um quintal, hoje com horta, pomar e jardim, que já foi um grande monte de entulhos, mas que está se revelando um pedacinho do paraíso.
Verifique o "Antes e o depois" nos primeiros posts... Acredite... Aconteceu...
O possível se faz agora, o impossível demora um pouquinho mais...
De quebra vão alguns textos,receitas,meditações, artigos e poemas, semeados entre flores e verduras...
Que mistura...

Os textos e fotos são de própria autoria, aqueles que não o forem, trarão referência do autor.
Nossas imagens não deverão ser usadas para qualquer tipo de promoção de cunho comercial sob pena de responsabilização legal. Grata.


"Existe duas maneiras de ver o mundo: A primeira é que não existe milagres.
A segunda é que tudo é milagre."
Albert Einstein

Além das experiências em nosso quintalzinho, agregamos posts de quintais de amigos em: Visitando outros quintais.

Em Marcadores,
acesse
o Índice Alfabético Remissivo com todos os assuntos.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Temos camomila para o chazinho!


A camomila plantada na nossa  horta já floresceu.

                                            Nós a colhemos com cuidado.


                               E fizemos um chazinho para tomar à noite, morninho, gostoso.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Nosso quintal vestido para o Natal!

Reciclagem na decoração.    
        
As cores do Natal invadem nosso quintalzinho. 

Reciclamos alguns copinhos de iogurte e os transformamos em sinos de  Natal.
A princípio nós os furávamos para plantar mudas de flores e verduras. Depois tivemos
a ideia de encaixar as luzes de led nos orifícios. Quando acendemos à noite é um 
espetáculo bem interessante, com as luzes piscando ritmadas. Um modo rápido de fazer 
os orifícios é usar um bico de solda  mais fino que uma ponta de lápis.(Usado por um
adulto). Um grande laço de tnt vermelho (tecido não tecido) deu um toque de guirlanda 
ao arco de bouganvillea que fica á porta da casa.


    


A Natureza acompanhou as cores da decoração de Natal.




Confesso que forçamos um pouquinho a barra com o cipreste.



                                      Iluminamos o tronco do ipê-rosa.

                      Até um bambu desavisado que brotou fora da cerca virou ávore deNatal.

Bem à beira do caminho


                           Mas, surpresa maior foi a lágrima-de-Cristo que tinha sido queimada pela
                           geada do ano passado. Ressurgiu e floresceu, maravilhosa.




                                E que venha o verdadeiro Natal, que seja esplendoroso, 
                                que traga  Amor, Paz e Alegria!  Preparemo-nos...

domingo, 25 de novembro de 2012

Trigo na Horta.


Deixamos crescer na horta uma touceira de 
grama de trigo, que usamos para fazer suco
de clorofila, mas não colhemos tudo.
Deixamos crescer e florescer as espigas,
para encantar os olhos e alegrar o coração.






Já o colhemos, tendo sido reservado para decoração, num pequeno ramalhete.


Ver o trigo crescer e formar espigas é uma experiência única, principalmente para nós,
jardineiros e hortelões urbanos.

As lágrimas da Videira.

Em alguns dias, pela manhã, nossa videira acorda assim, cheia de gotas d'água.
Pode ser orvalho ou algum excedende da seiva que a videira expele sob 
influência da lua. Como acontece nas marés, a seiva das plantas recebe 
influência da gravidade do nosso satélite natural.
Assim, as gotas penduradinhas, como lágrimas, ou como jóias preciosas só 
desaparecem com a luz e o calor do sol. 
Partilhamos com vocês nossa admiração.






quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Jabuticaba: Primeira e única

Nossa jabuticabeira adolescente se encheu de razão e apesar do tamanho e da pouca idade
resolveu que ia frutificar.

Mostrou um botãozinho floral que mais parecia um pequeno brinco de bijuteria.

      
Vigiada pela nossa curiosidade a florzinha vingou e se deslumbrou vestida de branco.


Até surgir o primeiro fruto.
 
                Dia a dia sendo namorado pelos olhos de quem passava no caminho.

A jabuticaba cresceu e amadureceu.Chegou a ficar pretinha, mas nossa paciência
deixou para fotografá-la e colhê-la no dia seguinte, para oferecê-la a uma boca
amiga para que comprovasse sua doçura.

Doce esperança de uma criança: Já nada havia no galho. Depois de uma minuciosa
investigação envolvendo moleques, entregadores e agregados, chegou-se à constatação
da inocência de todos. Por ali ainda ronda a culpada, procurando lanchinhos
para seus famintos filhotes.Encontramos apenas fragmentos da casca do fruto
ao pé da jabuticabeira. Dona Sabiá também tentou levar o primeiro ramo de agrião
da hidroponia orgânica, mas, este já colhemos e já virou salada.
Enquanto isto reinam absolutos os sabiás, por todo os cantos deste quintal.

 Nesta época de procriação temos muitas variações do canto deste artista.
Nosso quintal parece uma  orquestra sinfônica, de sabiás, canários, anu-preto piando
e mãe beija-flor ralhando com quem se aproxima.

Mas, por falar em procriação, dona Jabuticabeira quer virar gente grande e já se
vestiu de novo de branco, enquanto Dona Sabiá vigia a possibilidade do novo sabor.

                  Quem sabe desta vez sobra alguma fruta também pra uma boca  de gente.

domingo, 11 de novembro de 2012

Rolinhas passeando pelo quintal.


O casal de pequenas rolinhas namorava pelo quintal quando foi flagrado nestas imagens.
Abaixo as fotos do sossego do casal, mesmo com nossa proximidade. Uns folgados.



Hoje eles são uma família e estão chocando seus ovos em uma árvore no fundo do quintal.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Sabiá Metropolitano

 Ninho com filhotes:

Nosso quintalzinho  virou um santuário de aves. Por todo o lado há ninhos, ninhos
de anu-preto, corruíras, beija-flores, rolinhas, canários e sabiás, muitos sabiás.
Lá fora a cidade, o barulho e o asfalto. Aqui dentro, o verde e o canto dos pássaros.
Os joão-de-barro sumiram, mas deixaram buracos nos vasos de flores que tinham
fibra de coco misturados à terra ou raízes à mostra. Eles fazem um condomínio de
ninhos de barro nos postes de iluminação à nossa volta. Devem estar chocando. Os
sabiás são tão confiados que fazem seus ninhos ao alcance da mão e invadem os canis
para roubar a ração dos cachorros. No ano passado tinha um filhotão super alimentado
que demorou para conseguir voar, de tão gordo. Na postagem de hoje, vamos partilhar
fotos e vídeo de um ninho de sabiás, com três filhotes, que está ao nosso alcance na
cerca de bambus. Contamos ainda, mais uns cinco ninhos, só de sabiás, sem contar os
outros pássaros citados lá em cima. Além disso, temos aprendizes sabiás tentando alçar
vôo entrando pela janela ou se enfiando em potes e vãos, dos quais precisam ser salvos.







Partilhamos também este vídeo que conseguimos fazer com os pequenos filhotes.
video

Num bairro de uma metrópole, tendo ao fundo o barulho do trânsito, como pode se ouvir
ao fundo da gravação do vídeo, as aves sentem-se seguras em viver e se reproduzir neste
pequeno paraíso que projetamos para devolver à natureza seu status de paz.





quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Treliça com flores.

Enfim nossa treliça se vestiu de flores.

                                Até a Ipomea nativa desceu do bambuzal e nos brindou com sua cor.

                                 A roseira  trepadeira soltou seus primeiros botões.

                                    A sete-léguas, por enquanto só produziu folhas, mas, belas folhas.

                                 Mais rosinhas vermelhas...


    E a velha treliça que foi salva da caçamba de entulhos, ainda teve neste jardim
    uma vida gloriosa.