_AMOR, FLOR, VERDURA, PALAVRA, TUDO É SEMENTE!

_VIDA, HORTA, JARDINAGEM,

PROSA E POEMA:

PALAVRA ESCRITA E SEMEADA...

SEMPRE O MESMO PRINCÍPIO

GENEROSO DA SEMENTE.



Histórico e registro do projeto de criação e transformação de um quintal, hoje com horta, pomar e jardim, que já foi um grande monte de entulhos, mas que está se revelando um pedacinho do paraíso.
Verifique o "Antes e o depois" nos primeiros posts... Acredite... Aconteceu...
O possível se faz agora, o impossível demora um pouquinho mais...
De quebra vão alguns textos,receitas,meditações, artigos e poemas, semeados entre flores e verduras...
Que mistura...

Os textos e fotos são de própria autoria, aqueles que não o forem, trarão referência do autor.
Nossas imagens não deverão ser usadas para qualquer tipo de promoção de cunho comercial sob pena de responsabilização legal. Grata.


"Existe duas maneiras de ver o mundo: A primeira é que não existe milagres.
A segunda é que tudo é milagre."
Albert Einstein

Além das experiências em nosso quintalzinho, agregamos posts de quintais de amigos em: Visitando outros quintais.

Em Marcadores,
acesse
o Índice Alfabético Remissivo com todos os assuntos.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Amora silvestre o ano todo!

A generosidade da Silva 
Quando percebemos que a amoreira silvestre ia dar uma parada na frutificação, resolvemos
podar alguns galhos que já haviam produzido, também para poder acomodar os ramos
sob a lona plástica que protege a horta elevada. Mas, tão logo os podamos, os ramos
brotaram e se enfeitaram de flores, produzindo ainda mais amoras que até agora!
Silva é o nome que se dá às amoras silvestres, esta provavelmente é uma 
Rubus niveus, rosácea rústica e muito espinhenta, que deve ser podada educada
 e conduzida para não virar praga. O interessante é que, apesar de selvagem,
 abandonada, na natureza,ela não frutifica tanto, como quando é  cultivada com
 cuidado. Mais detalhes sobre as amoras que temos no quintal, clique aqui .







23 comentários:

  1. Que lindo! Consigo ilaginar uma geléia dessa amora com um pão quentinho!!! Delícia. Sempre lindo o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm! Boa ideia,costumamos consumir in natura, mas,
      até me deu água na boca!

      Excluir
  2. Amei! Que bela imagem! Fico imaginando o sabor! Como conseguir mudas dessa lindeza?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que temos aqui foi um presente que recebemos dos pássaros. Fizemos uma fonte que lhes serve de bebedouro. E as mudas começaram aparecer. Deixamos crescer para ver o que era. E ei-las...Em região de serra no sul do Brasil é fácil conseguir tanto mudinha, como sementes. Boa sorte.

      Excluir
  3. Gilda, esta planta é a Rubus Albescens, em inglês "Mysore Raspberry", nativa das Himalayas (India). Nos também temos no nosso quintal, perto de São Paulo, apareceu do nada e vai sozinha sem precisar cultivar, podar etc. Produz fruta o ano inteiro, tem que tirar a fruta do pé duas vezes por semana! A fruta é gostosa, não muito ácida, e pode comer "in natura" ou usar em geléias, bolos etc. Abs, Peter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peter

      Muito grata pela contribuição, tenho pesquisado muito sobre ela e não tinha certeza da conclusão. Só tinha certeza de ser Silva, por ser uma espécie de amora silvestre Rubus, Mas, de resto eram só conjecturas. A nossa também apareceu "o nada" como você diz, mas, na realidade vem nos dejetos da aves quer nos visitam. Quando resolvemos podar, pois estava muito invasiva, tivemos uma grata surpresa, pois a produção aumentou muito, como também o tamanho e a doçura dos frutos. Obrigada.

      Excluir
  4. Tenho uma planta que brevemente florescerá, deixarei alguns frutos secarem para plantio. Porém não há em minha casa terra, cultivo diversas plantas em vasos. O espaço é curto e as sementes serão muitas, posso enviar via correio para alguns interessados sem cobrar coisa alguma, além de dedicação e bons cuidados com a planta! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por gentileza adoraria ter algumas sementes.
      gessycarafaela98@hotmai.Com
      obrigada

      Excluir
    2. Olá! Também gostaria de receber algumas sementes,se possível claro!ritamarriel@yahoo.com.br. Obrigada!

      Excluir
  5. Obs: Parabéns Gilda pelo projeto, que a luz se faça sempre presente em seus caminhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita luz também para você, Wallace. Ultimamente experimentamos várias
      receitas usando esta amora conforme pode ver no link no fim da postagem.
      Também estamos congelando seu suco concentrado e coado, para diluir em água
      e fazer refrescos. Também experimentamos como frozen, milk shake e sorvete, de sabor delicado e muito refrescante.

      Excluir
  6. gostaria de saber quais são as diferenças das amoras , pois eu tenho aqui no meu quintal, 3 tipo de amora , que eu conheco , pois sendo que a que tem furo no meio é vermelha, tem a amora a que não tem furo no meio, e a ta aparecendo outro pe de amora com o furo no meio mas ela é preta ( eu falo de furo pois ela ao arranca do pe ela fica com um buraco )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estas que têm furo são um tipo de framboesa. Aqui temos a negra, mas tenho também semente da framboesa vermelha que espero consiga achar um lugarzinho no quintal para plantá-la este ano. Fica fácil se você pesquisar por imagem em sites de busca e encontrar uma foto que é igual a espécie que você tem no quintal. Temos aqui no blog mais algumas postagens sobre outros tipos de amora, mas, ainda são só folhas, a que
      tem dados frutos é esta Rubus niveus ou framboesa negra (recebe uma porção de outros nomes, como você pode ver se pesquisar).

      Excluir
  7. Ola Gilda! Parabéns! Tenho desta Amora(framboesa) em meu quintal, plantada em vasos grandes e estão com muitos frutos! Produz quase todo aqui no RS! Tenho amora(uma de cerca- prostrada) e o moranguinho/ amora vermelha(Rubus rosifolius)! Telmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Renato, a mensagem foi removida por não ser permitida a comercialização de quaisquer produtos através deste blog. A troca solidária entre amigos através de e-mail deve ficar restrita à troca de endereços eletrônicos. Grata

      Excluir
  8. Olá, fiquei entusiasmada com os benefícios da amora, mas gostaria de saber se posso utilizar as folhas para fazer o chá, o pé de amora que tenho aqui no meu quintal é igual a este das fotos acima, mas toda vez que procuro como fazer o chá (pois vi que os benefícios não tem fim rsrs)só acho com fotos de outros tipos de amora, logo fiquei com receio de usar as folhinhas do meu pé de amora silvestre...bjs no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe sua pergunta passar sem resposta. Que eu saiba, esta amoreira não serve para chá , mas sim a amoreira branca, sem espinhos, de árvore. Sei que tem um tipo de amoreira branca específica para chás como você pode encontrar facilmente pesquisando na internet, beijos.

      Excluir
  9. sr. Moderador Possuo um pé de Framboesa do himalaia ( Rubus niveus), gostaria de saber quando e como podar? Grato pela ajuda. ojsteffen@bol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente podamos os galhos que já produziram deixando de duas a três gemas para que a planta se refaça, pois esta amoreira só produz frutos em galhos novos. Boa sorte.

      Excluir
  10. Boa tarde adorei seu blog , sou doida por esta amora onde cosnigo uma muda ou sementes ? aguardo e obrigada

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, fiz mudas de estacas de uma amora silvestre que estava carregada em Nova Friburgo, as mudas estão agora no Rio, elas florescem e dão frutos nesse calor daqui, ou necessitam de um período de inverno mais rigoroso que o nosso?? Obrigado!!

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de saber se é possível cultivar a amora silvestre em um espaço pequeno? Essa amoreira cresce muito? Tenho possibilidade de cultiva-la sem me preocupar com raízes?
    Obrigada

    ResponderExcluir

Por favor, registre aqui sua passagem e opinião.
Obrigada