_AMOR, FLOR, VERDURA, PALAVRA, TUDO É SEMENTE!

_VIDA, HORTA, JARDINAGEM,

PROSA E POEMA:

PALAVRA ESCRITA E SEMEADA...

SEMPRE O MESMO PRINCÍPIO

GENEROSO DA SEMENTE.



Histórico e registro do projeto de criação e transformação de um quintal, hoje com horta, pomar e jardim, que já foi um grande monte de entulhos, mas que está se revelando um pedacinho do paraíso.
Verifique o "Antes e o depois" nos primeiros posts... Acredite... Aconteceu...
O possível se faz agora, o impossível demora um pouquinho mais...
De quebra vão alguns textos,receitas,meditações, artigos e poemas, semeados entre flores e verduras...
Que mistura...

Os textos e fotos são de própria autoria, aqueles que não o forem, trarão referência do autor.
Nossas imagens não deverão ser usadas para qualquer tipo de promoção de cunho comercial sob pena de responsabilização legal. Grata.


"Existe duas maneiras de ver o mundo: A primeira é que não existe milagres.
A segunda é que tudo é milagre."
Albert Einstein

Além das experiências em nosso quintalzinho, agregamos posts de quintais de amigos em: Visitando outros quintais.

Em Marcadores,
acesse
o Índice Alfabético Remissivo com todos os assuntos.

sábado, 7 de dezembro de 2013

Amora silvestre ou framboesa negra.


Já pesquisamos muito sobre este tipo de amora silvestre que nasceu
no nosso quintal, no entanto esta semana, depois de usar o excedente
da produção in natura em receitas culinárias, nos damos conta
do porque ela é também chamada de framboesa negra. 
O sabor e a cor depois de ter sido preparada na forma de suco,
 gelatina, geleia,ou mesmo o refresco feito a partir da calda,
 em tudo lembra a framboesa, e, não nos evocava este sabor, quando 
 as colhíamos do pé e consumíamos, cruas, ali mesmo, na horta.
Tomamos a liberdade de citar um site de pesquisa de um engenheiro
agrônomo de Minas, Rafael Pio que estuda esta
 raspberry-de-mysore, segundo ele, nativa do Himalaia.
Bonita de se ver! Generosa na produção. Responde bem às podas.
Boa de colher e comer no pé.
Deliciosa nos preparos de sucos e geleias.
Uma delícia na torrada.
Gostosa no recheio das panquecas.
Sabor leve na gelatina improvisada com a calda da
 framboesa e gelatina em pó.
Refrescante na bebida feita com a calda adicionada
à água gelada.
Uma geleia bonita e com efeito levemente laxante .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, registre aqui sua passagem e opinião.
Obrigada