_AMOR, FLOR, VERDURA, PALAVRA, TUDO É SEMENTE!

_VIDA, HORTA, JARDINAGEM,

PROSA E POEMA:

PALAVRA ESCRITA E SEMEADA...

SEMPRE O MESMO PRINCÍPIO

GENEROSO DA SEMENTE.



Histórico e registro do projeto de criação e transformação de um quintal, hoje com horta, pomar e jardim, que já foi um grande monte de entulhos, mas que está se revelando um pedacinho do paraíso.
Verifique o "Antes e o depois" nos primeiros posts... Acredite... Aconteceu...
O possível se faz agora, o impossível demora um pouquinho mais...
De quebra vão alguns textos,receitas,meditações, artigos e poemas, semeados entre flores e verduras...
Que mistura...

Os textos e fotos são de própria autoria, aqueles que não o forem, trarão referência do autor.
Nossas imagens não deverão ser usadas para qualquer tipo de promoção de cunho comercial sob pena de responsabilização legal. Grata.


"Existe duas maneiras de ver o mundo: A primeira é que não existe milagres.
A segunda é que tudo é milagre."
Albert Einstein

Além das experiências em nosso quintalzinho, agregamos posts de quintais de amigos em: Visitando outros quintais.

Em Marcadores,
acesse
o Índice Alfabético Remissivo com todos os assuntos.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Visitando outros quintais...O Quintal da Beth...

Como comentei no post anterior, tiramos férias em janeiro
 a convite de uma amiga, o que nos levou ao Litoral do Rio .
Agradeço a gentileza e apresento 
aqui belos detalhes do
quintal da Beth, que hospedou-nos.

(Há semanas eu não atualizava as postagens
por conta de cuidados com a saúde, 
melhor, agora, graças a Deus.)

                                     
                                       Esta foto não é propriamente de um quintal, mas,
                                       eu a considerei como se fosse, pois diariamente era a vista
                                      que tínhamos, sentados para as refeições. Daqui era possível
                                      visualizar o nascer do Sol...
                                      Tá bem de quintal minha amiga, não?


A bougainvíllea que sobe pelas traves do pergolado e  cobre
a varanda...

                                                       
                                                                    Mais bougainvíllea...



No Jardim, a ixora, abrindo os botões...

                                         
                                        O canteiro das rosas, resistindo bravamente ao sol do verão...


Onze horas dobrada, florescendo aqui e ali.


Detalhe do pé de hibiscos amarelos. Havia dia que ele ficava
coberto de flores. Pena que suas flores só duram um dia..


                                               No discreto caminho que corta o jardim,
                                               dando passagem ao estacionamento,
                                               pingos de ouro ladeiam a sebe  em formação.
             

                                        Samambaias bem colocadas à sombra.
                                               

                                       Imponência do maciço de papiros, na entrada principal.

                                            E os nossos abraços para a Beth e família ...
                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, registre aqui sua passagem e opinião.
Obrigada