_AMOR, FLOR, VERDURA, PALAVRA, TUDO É SEMENTE!

_VIDA, HORTA, JARDINAGEM,

PROSA E POEMA:

PALAVRA ESCRITA E SEMEADA...

SEMPRE O MESMO PRINCÍPIO

GENEROSO DA SEMENTE.



Histórico e registro do projeto de criação e transformação de um quintal, hoje com horta, pomar e jardim, que já foi um grande monte de entulhos, mas que está se revelando um pedacinho do paraíso.
Verifique o "Antes e o depois" nos primeiros posts... Acredite... Aconteceu...
O possível se faz agora, o impossível demora um pouquinho mais...
De quebra vão alguns textos,receitas,meditações, artigos e poemas, semeados entre flores e verduras...
Que mistura...

Os textos e fotos são de própria autoria, aqueles que não o forem, trarão referência do autor.
Nossas imagens não deverão ser usadas para qualquer tipo de promoção de cunho comercial sob pena de responsabilização legal. Grata.


"Existe duas maneiras de ver o mundo: A primeira é que não existe milagres.
A segunda é que tudo é milagre."
Albert Einstein

Além das experiências em nosso quintalzinho, agregamos posts de quintais de amigos em: Visitando outros quintais.

Em Marcadores,
acesse
o Índice Alfabético Remissivo com todos os assuntos.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Folhagens do nosso jardim...

  
Aqui vão as imagens...
 Não conhecemos o nome de todas elas...
Mas, vamos pesquisar...

Aceitamos colaborações...Comente...

    Esta folhagem é Coleus ou coração magoado...

                                             
                                        Folhagem rosa chamada popularmente de Confete.

                                   

  Chlorophytum comosum . Popular clorófito, é uma grama  listrada de branco.
  Esta está cheia de mudas.

                                             
                                         
  Eucharis grandia ou lírio-do-amazonas. Esta planta está há mais de 40 anos na minha
 família. Sempre trocamos de vaso e repartimos as mudas. Já está na hora de fazer isto de novo...

                                            
                                                        Abaixo o aspargo descendente...
                                               
                                               
                                                Aqui, um detalhe das folhas do xaxim... lindo...

                                     
             Uma muda de helicônia que nasceu do meio da caliça que serviu para dar altura à horta elevada.


Mudas de grama preta que estamos cultivando para bordaduras num futuro projeto de jardim vertical.


                            A Begônia semperflorens como já diz o nome, fica florida o ano inteiro.


 Numa placa de fibra de coco montamos uma tela em que as tintas são dadas pelas cores das plantas.


A placa de fibra de coco fica na sombra, na horizontal, com uma camada de substrato, sempre úmido, até que as mudas criem raiz. Depois pode ser pendurada como um quadro vivo.


Na tela de fibra de coco, a mistura de cores e texturas pinta o quadro, com a delicadeza
que vai do verde ao roxo.


érica, planta arbustiva de flores roxas miúdas serve tanto para sebes podadas e cercas
como para arbustos isolados, podados ou não.


 O alumínio, planta com reflexos metálicos, em bordaduras dá um certo brilho. Pode ser usada
em contraste com tons mais escuros, avermelhados ou arroxeados.


O pingo de ouro fascina pelo verde sempre vivo e brilhante de planta  recém brotada.
Quando não é podada produz muitos espinhos e pode florescer e frutificar, daí o nome.
Tem frutos miúdos, de cor amarela que pendem em cachos, dando o nome à planta.
Quando podada, fecha cercas e sebes, criando uma barreira de folhas com aspecto de
plantas sempre novas.

A hortênsia ou hidrângea enche o quintal com suas folhas grandes e brilhantes.


Mas, além das folhas,  a hortênsia nos brinda com suas flores maravilhosas em tons que vão
 desde o azul anil até o rosa, passando pelo lilás. As cores dependem da acidez e  também da
 concentração de ferro no solo.


O ficus nesta espécie variegada  enfeita o jardim em tons de verde e branco. Esta muda foi salva
 do lixo,  jogada por uma vizinha. Na ocasião estava sem folhas e quase seca, num vaso.
 Colocada na terra ressurgiu em vitalidade.


Este vaso de parede, que ostenta uma plantinha Plectranthus Nummuralis  popularmente
chamada de  dólar, é confeccionado de pneu de borracha reciclado, faz um belo efeito
decorativo, mas, exige bastante atenção com as regas, pois retém pouca umidade.
O efeito visual imita a fibra de xaxim, de fabricação não mais permitida para preservar
as samambaias que já estavam na lista da extinção. (Temos um exemplar vivo desta
samambaia xaxim numa foto mais abaixo.)


Eis a samambaia da qual muito vaso de xaxim foi fabricado, plantas com décadas de vida,
tinham seu tronco transformado em vasos para flores.


O aspargo descendente plantado em vaso de borracha de pneu reciclada,


Esta orquídea pende do tronco da samambaia xaxim que já mostramos acima.


Com surpresa acolhemos os brotos novos da trepadeira lágrima-de-Cristo que
pensamos que havia morrido com a geada no inverno passado.


Estas mudas de periquitos encontramos jogadas na calçada e parece que se restauraram.


                             Esta muda foi doada por amigos e deve ser uma espécie de hibisco.


 Esta planta é uma trepadeira de flores miúdas azuis, como jasmins, muito perfumada.


5 comentários:

  1. Lindas o teu blog, lindas as tuas flores.

    ResponderExcluir
  2. Achei muito lindo o blog. Vou estar sempre visitando.
    Muito obrigada!
    Maria Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem-vinda Maria Lúcia, desculpe-nos por não estarmos atualizando as postagens, mas, com certeza logo voltaremos a anexar novas postagens. Abraços.

      Excluir
  3. estou apaixonada pelo seu blog, ideias perfeitas, ! parabéns!

    ResponderExcluir

Por favor, registre aqui sua passagem e opinião.
Obrigada